oblock logo

Hackers invadem e destróem dados em rede de hotéis

 

Eles se dizem vietnamitas e entraram em contato com a BBC por meio do Telegram para fornecer detalhes do incidente

 

A empresa Intercontinental Hotels Group (IHG), proprietária da marca Holiday Inn, foi alvo de um ataque cibernético destrutivo feito por cibercriiminosos que diseram ter feito isso “por diversão”. Eles se dizem vietnamitas e entraram em contato com a BBC por meio do Telegram para fornecer detalhes do incidente. Segundo a dupla, após tentar um ataque de ransomware que não teve sucesso, a dupla apagou uma quantidade significativa de dados. Eles acessaram os bancos de dados da empresa depois de descobrir que a senha de acesso era Qwerty1234, segundo relataram à BBC.

 

Os hackers, que se autodenominam TeaPea, forneceram capturas de tela para provar que haviam de fato invadido a rede. Fontes do grupo IHG confirmaram à BBC que as imagens eram verdadeiras. Elas mostravam que os hackers obtiveram acesso aos e-mails internos da plataforma Outlook da empresa, bate-papos do Microsoft Teams e diretórios do servidor.

“Nosso ataque foi originalmente planejado para ser ransomware, mas a equipe de TI da empresa continuou isolando os servidores antes que tivéssemos a chance de implantá-lo, então pensamos em algo engraçado [sic]. Em vez disso, fizemos um ataque de limpeza”, disse um dos hackers. Um ataque de limpeza é um ataque cibernético que destrói irreversivelmente dados, documentos e arquivos.

Os hackers não mostraram remorso pela interrupção que causaram à empresa e seus clientes: “Não nos sentimos culpados, na verdade. Preferimos ter um emprego legal aqui no Vietnã, mas o salário é em média de US$ 300 por mês. Tenho certeza de que nosso hack não prejudicará muito a empresa”, disseram os hackers”. Disseram ainda que nenhum dado de cliente foi roubado, mas eles têm alguns dados corporativos, incluindo registros de e-mail.

O grupo IHG tem sede no Reino Unido e opera 6 mil hotéis em todo o mundo, incluindo as marcas Holiday Inn, Crowne Plaza e Regent. Na segunda-feira da semana passada, os clientes relataram problemas generalizados com reservas e check-ins. Durante 24 horas, o IHG respondeu às reclamações nas redes sociais dizendo que a empresa estava “em manutenção do sistema”. Então, na tarde de terça-feira, disse aos investidores que a rede havia sido invadida.

O IHG informou que os sistemas voltados para o cliente estão voltando ao normal, mas que podem permanecer intermitentes.

 
Fonte: https://www.cisoadvisor.com.br/hackers-invadem-e-destroem-dados-em-rede-de-hoteis/

Receba Notícias

Artigos Mais Recentes