lady-justice-2388500_1280.jpg

 

Por volta das 10h da manhã de hoje, o Tribunal suspendeu o acesso aos serviços em rede; o problema foi identificado, a solução está em andamento, mas ainda não há prazo para o reinício das operações

 

Pela segunda vez em pouco mais de 12 meses o Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que tem sede em São Paulo, suspendeu os serviços que dependem da sua rede de dados e da Internet por causa de um ataque cibernético: por volta das 10h de hoje, a home page do tribunal passou a apresentar um aviso aos usuários informando a ocorrência.

Clique para ampliar

Em seu aviso ao público, o órgão informou que todos os serviços prestados estão indisponíveis mas que não houve comprometimento dos dados armazenados nos servidores. O aviso indica que a solução não deve demorar, embora ainda não haja prazo para restabelecimento dos serviços: “as diligencias efetuadas pela Secretaria de Tecnologia da Informação do órgão possibilitaram a identificação do tipo de ataque sofrido e a definição da estratégia a ser seguida na apuração dos fatos e na restauração progressiva da infraestrutura tecnológica do Tribunal”.

CISO Advisor solicitou informações sobre o incidente ao Tribunal mas ainda não as recebeu.

No dia 15 de Janeiro de 2021, o TRF3 comunicou ao final do dia ter sofrido um ataque de negação de serviço direcionado aos servidores que respondem pela internet. Segundo a nota daquele dia, o ataque deixou o atendimento instável ao longo do dia. O Tribunal afirmou que nesse incidente não houve invasão de sistemas ou furto de informações.

No momento em que esta nota foi publicada, o site do tribunal continuava exibindo a nota de alerta e não permitia acesso aos sistemas.

CISO Advisor solicitou informações sobre o incidente ao Tribunal mas ainda não as recebeu.

No dia 15 de Janeiro de 2021, o TRF3 comunicou ao final do dia ter sofrido um ataque de negação de serviço direcionado aos servidores que respondem pela internet. Segundo a nota daquele dia, o ataque deixou o atendimento instável ao longo do dia. O Tribunal afirmou que nesse incidente não houve invasão de sistemas ou furto de informações.

No momento em que esta nota foi publicada, o site do tribunal continuava exibindo a nota de alerta e não permitia acesso aos sistemas.

Fonte: https://www.cisoadvisor.com.br/tribunal-federal-trf3-suspende-atividades-apos-ataque-cibernetico/