Volume de ransomware no final do primeiro trimestre de 2022 dobrou em comparação com ano anterior

Pesquisa também mostra que as detecções do Log4Shell triplicaram, os scripts do PowerShell influenciaram fortemente um aumento nos ataques de endpoint, o botnet Emotet voltou em grande estilo e a atividade maliciosa de criptomineração aumentou.

A WatchGuard anuncia as descobertas de seu mais recente Internet Security Report, detalhando as principais tendências de malware e ameaças à segurança de rede analisadas pelos pesquisadores do WatchGuard Threat Lab. As principais descobertas da pesquisa revelaram que as detecções de ransomware no primeiro trimestre deste ano dobraram o volume total relatado em 2021, o botnet Emotet voltou em grande estilo, a infame vulnerabilidade Log4Shell triplicou seus esforços de ataque, a atividade maliciosa de criptomineração aumentou e muito mais.

“Com base no pico inicial de ransomware deste ano e nos dados dos trimestres anteriores, prevemos que 2022 quebrará nosso recorde de detecções anuais de ransomware. Continuamos a estimular as empresas a não apenas se comprometerem a implementar medidas simples, mas extremamente importantes, mas também a adotar uma verdadeira abordagem de segurança unificada que possa se adaptar de maneira rápida e eficiente às ameaças crescentes e em evolução”, diz Corey Nachreiner, chief security officer da WatchGuard.


Fonte: https://www.securityreport.com.br/overview/volume-de-ransomware-no-final-do-primeiro-trimestre-de-2022-dobrou-em-comparacao-com-ano-anterior/?utm_campaign=sr_daily_-_280622&utm_medium=email&utm_source=RD+Station#.Yrwf0uzMJf

Receba Notícias

Artigos Mais Recentes